FacebookInstagramVimeo
Maria Meira
Ideias opostas cruzam-se na construção de uma coleção que explora a forma e volumetria como conceito inicial e final. Através de silhuetas resultantes de formas escultóricas, volumes amorfos e surpreendentes, surgiram os primeiros desenhos que evoluíram para peças inesperadas e, até certo ponto, imprevisíveis. 
A paleta de cores escolhida mantém uma coerência com as coleções anteriores, sendo o preto a cor predominante. No entanto, surge uma referência cinematográfica que envolve a revelação de um elemento colorido num ambiente onde a ausência de cor é preponderante. Assim, também na coleção, a cor surge como forma de aumentar o contraste entre volumes, contribuindo para a criação do elemento surpresa nas peças.