FacebookInstagramVimeo
ESAD
UNDER~WATER BY ANA SARMENTO

Como proposta para SS18, Ana Sarmento cria a coleção UNDER~WATER.

Como o nome sugere, a inspiração provém do mundo subaquático e dos desportos relacionados. Com uma linguagem contemporânea, as peças refletem uma abordagem ao tema do ‘sem género’ ou ‘gender queer’, sendo que, no mundo UNDER~WATER não existem as palavras feminino e/ou masculino, apenas fêmea e/ou macho.
Inspiradas no sentimento estático e de pouco movimento, que se vivencia debaixo de água, as silhuetas originam assim peças oversize e bem estruturadas, que foram também pensadas para serem utilizadas de duas maneiras diferentes: não existe frente nem costas, algo visível, por exemplo, nos decotes iguais em ambas as partes, criando assim uma referência aos reflexos na água.

Os padrões da coleção foram realizados pela designer portuguesa Sofia Alves, que captou a essência dos grafismos provocados pela poluição das águas do mar, assim como os vazamentos de petróleo. Para destacar a inspiração proveniente do mundo subaquático, o único material utilizado é um neoprene personalizado pela criadora, assim como as costuras em recobrimento (típicas nos fatos de mergulho).


TETRA FOAM BY ANA SOUSA

Tetra Foam tem como mote forçar as coisas a comportarem-se de forma contrária àquilo que temos como preconcebido. Surge a necessidade de enganar a visão e de contrariar conceitos. Exploram-se três clássicos de vestuário que são reinterpretados - o pólo, a camisa e o trench coat. 

"Tudo pode ser imaginado, mesmo que não possa ser experienciado”, confessa a artista Tauba Auerbach, cujo o trabalho se foca nas noções de dimensão. Criando confusão entre o 2d e o 3d, questionando o espectado r sobre a veracidade daquilo que vê, a série de pinturas "tetracromáticas” que procuram fundir dois estados, o "bidimensional e o tridimensional”, refletindo-se na coleção na paleta cromática, na mistura de vários materiais com espessuras distintas, bem como em detalhes como o franzido. 

A instalação "open cinema”, em que os espectadores ficam divididos entre o imaginário e o real, da cintura para cima envolvidos na caixa preta (cinema), no entanto permanecendo as pernas na realidade, é inspiração para as silhuetas onde predominam formas irregulares nas peças superiores e uma silhueta rectilínea nas peças inferiores.
A noção de criar confusão é também alicercada pelas esculturas "bubbles machine” de David Medalla esculturas que se auto-destroem e dinâmicas, refletindo-se no uso de papel bolha termocolado em formas aleatórias.
Assim, o jogo entre o real e o imaginário tornam-se a principal fonte de inspiração para a coleção Tetra Foam.