FacebookInstagramVimeo
João Sousa
FILHOS DO LAGO

O Inle Lake na Birmânia é muito mais que uma atração turística, é mais que um lago de água doce, é mais do que fauna, flora e vida selvagem. É um estilo de vida, uma cultura, um rendimento que cada vez mais se torna ameaçado pelos agricultores de jardins flutuantes e pelo lodo criado pelos mesmos.
Neste lago trabalham os "Filhos do Lago” (pescadores Intha) que pescam de uma forma particularmente única, utilizando o pé para controlar o remo para que, com as mãos disponíveis, possam caçar os peixes através de grandes redes cónicas.
O fotógrafo David Bazar viajou até à Birmânia em 2011 e em apenas 1 hora conseguiu registar a magnifica arte produzida pelos Intha, aproveitando para registar a ameaça constante a que estão sujeitos, a redução do lago devido à agricultura flutuante e à criação de lodo criado pela mesma e a indústria ao redor do lago. Este "lixo” fica preso nas redes dos birmaneses e pode demorar muitas vezes mais de quatro horas para conseguir retirar a sujidade e voltar a pescar.
Se num dia normal, sem lixo, os pescadores pescam em média 10 peixes, como se sustentarão com menos quatro horas de cada vez que apanhem algo prejudicial ao seu trabalho?

Agradecimentos
Câmara Municipal de Santo Tirso e Invest Santo Tirso