FacebookInstagramVimeo
Katty Xiomara

AFTER NOW

Depois do agora, um depois, ou um continuo agora…?

Ironicamente hoje estando mais ligados sentimo-nos mais desconetados das emoções e afetos. Sentimos a necessidade de comunicar numa linguagem comum e ao mesmo tempo única e individual.

Vivemos contradições constantes e na procura de dar significado a essas contradições alguns procuram códigos, os mais criativos viajam desde os logogramas do hieroglíficos Maias ao complexo e indecifrável código de Serafini, na tentativa de descobrir no passado uma revelação sobre o futuro. Esta coleção não revela um novo código ou uma nova linguagem, mas inspira-se nesta necessidade. Representamos a figura da mulher como um totem, explorando a sua essência - criar, nutrir e transformar- naturalmente representada por movimentos circulares. No círculo o início é também o fim, o círculo é vida e assim sendo, o depois de agora não existe é uma constante.

Um dos grandes objetivos do design é encontrar uma solução esteticamente apelativa para um determinado problema, no fundo trata-se de funcionalidade. A questão é, que quando falamos de moda a importância estética muitas vezes se sobrepõe à funcionalidade. Embora seja inconsciente, percebo que existe algum snobismo criativo no meu processo pensante, pois as coleções são contadas através de histórias que me dizem algo, acredito que isto é o que confere personalidade à marca. Contudo percebo, agora, que este processo por vezes me impede de explorar aspetos mais realistas e funcionais. O problema que todos temos de resolver passará brevemente a ser uma obrigação, prefiro apreender calmamente a ser mais funcional do que ser obrigada a sê-lo. Faço-o num esforço constante, reformulando alguns métodos, otimizando as formas e os materiais e pensando no ciclo de vida das peças.