FacebookInstagramVimeo
Pedro Pedro
O que pode acontecer quando, a partir de referentes clássicos, femininos e assumidamente adultos, se imagina uma mulher para a primavera/verão de 2016? O resultado passa por uma coleção versátil, capaz de conjugar informalidade e sofisticação. Uma coleção mais distante do sportswear mas ainda assim partindo de - e dirigindo-se a - uma mulher plural que, não abdicando do conforto e de uma relativa sobriedade, assume a sua sensualidade transgressora e adulta.

É assim que o look informal - que domina em silhuetas tendencialmente longilíneas, tanto para as peças de corte amplo como para as cingidas ao corpo - não deixa de fazer apelo a uma certa noção de elegância clássica, assim como o perfecionismo dos drapeados combina com acabamentos desfeitos ou em bruto, numa miscigenação contrastante de influências mais austeras ou mais eróticas.

Os materiais reforçam a visão multifacetada, com os cetins, linhos e jerseys de seda e algodão a conjugaremse com redes e rendas abstratas que reforçam o look inacabado e sensual. As cores, que ampliam o efeito das transparências e aberturas, são preferencialmente sóbrias e vão do marinho ao brique, passando pelo preto e branco. Os sapatos, que já há várias estações são uma peça fundamental das coleções Pedro Pedro, apresentam-se coloridos, de salto confortável, com aplicações de bordados irregulares e entrançados de tiras feitos à mão.

sponsors