FacebookTwitterInstagramVimeoPinterest
A maratona do Next Step 2015-2016
A maratona do Next Step 2015-2016

Durante um ano, o Next Step viajou por diferentes continentes, apoiou designers e marcas em feiras internacionais e showrooms de relevo para o setor, complementando estas ações com um trabalho de bastidores que inclui apoio ao nível dos processos de gestão, branding, comunicação, marketing, distribuição, vendas e internacionalização. O "braço comercial” do Portugal Fashion acaba agora de concluir a primeira etapa. Um balanço francamente positivo que estimula a promotora do projeto, a ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários, a prosseguir já em 2017 com os passos do Next Step.

O Next Step arrancou no final de 2015, tendo como principais desígnios apoiar a profissionalização da moda nacional nos mercados externos e fomentar a internacionalização dos negócios. Um programa complementar ao trabalho que o Portugal Fashion iniciou há 21 anos e que se objetivou, sobretudo, em duas frentes: no suporte à competitividade de marcas e designers portuguesas, através do apoio ativo e serviços nos mercados visitados; e, adicionalmente, no desenvolvimento de formação de competências (de gestão, de networking, de expansão e internacionalização, de prospeção e força de vendas), com vista à conquista de recursos humanos, tecnológicos e até financeiros. 

Na verdade, os números falam por si. Em pouco mais de um ano de atividade, o projeto desenvolveu 20 ações de promoção internacionais e dois workshops, que abrangeram 16 designers (Alexandra Moura, Carla Pontes, Carlos Gil, Daniela Barros, Diogo Miranda, Estelita Mendonça, Hugo Costa, Katty Xiomara, Luís Buchinho, Mafalda Fonseca, Micaela Oliveira, Miguel Vieira, Pedro Pedro, Roselyn Silva, Storytailors e Susana Bettencourt) e seis marcas nacionais (Babash, Iora Lingerie, K L A R, Pé de Chumbo, TM Collection e Xperimental Shoes).

Se considerarmos que nas diversas ações concretizadas ao longo de aproximadamente um ano os criadores e marcas participaram, na sua maioria, em mais do que uma iniciativa, concluímos também que o projeto possibilitou o engagement dos participantes, através da oferta de ações com relevância para a expansão internacional dos negócios.

Showrooms e feiras internacionais

Contando com o suporte de conceituados profissionais nacionais e estrangeiros, o Next Step esteve presente em sete showrooms que, na maior parte das vezes, se realizaram ou coincidiram com os calendários das mais importantes semanas de moda europeias, centrando-se entre o período de apresentações das coleções outono-inverno 2016 e primavera-verão 2017. Somam-se duas incursões à London Collections Men, duas visitas à London Fashion Week, outras duas participações na Semana de Moda Masculina de Paris e, por último, uma incursão à Semana de Pronto-a-Vestir de Paris, já para promoção das coleções nacionais para a próxima estação quente.  

Os certames considerados de maior prestígio mundial para o setor também não fugiram à mira do Next Step. Neste domínio somam-se cinco viagens transatlânticas para os EUA. Três participações na Edit New York, uma passagem pela Curve (feira de prestígio no segmento de lingerie), e uma visita à Capsule (evento que acolhe, em especial, designers e marcas emergentes). Anote-se ainda que estas duas últimas feiras decorrem também na cidade nova-iorquina). No continente europeu, conta-se uma viagem até à Potsdam Now, duas participações na White Milano e três ações na Tranöi Femme Paris.

De referir ainda que o apoio prestado pelo Next Step se estendeu também à promoção da moda nacional no continente africano, com a participação de designers portugueses, em dezembro de 2015 e em dezembro de 2016, na Moçambique Fashion Week.

No total das duas dezenas de iniciativas internacionais, a média de apoio por ação rondou quatro participantes.

Mentoring

Ora o Next Step 2015-2016 foi, na sua essência, um programa multidisciplinar de promoção internacional do "made in” Portugal, e a Moda, sem dúvida, o setor incontornável do seu calendário de ação. Inovou no acompanhamento de designers e marcas ao prestar apoio não apenas pela via promocional, mas também através do estímulo da componente empreendedora, materializado no mentoring facultado por profissionais especializados em diversas áreas de negócio.

Embora o acompanhamento prestado no decurso do projeto tenha sido contínuo e personalizado, o Next Step promoveu paralelamente ações de consultoria mais abrangentes, dirigidas a todos os participantes.

Em evidência na sessão de encerramento da primeira fase do projeto, a ação "Boas práticas para a internacionalização de negócios de moda e tecnologia”, que contou com a participação de consultores internacionais envolvidos no projeto, Maximilian Linz, public relations da Maximilian Linz PR, e Tiago Vallechi, CEO da Heavy London, e ainda com o testemunho de designers apoiados pelo Next Step 2015-2016. "Oportunidade” foi a palavra mais repetida durante a sessão, comprovando-se que existe mercado internacional para a moda portuguesa de autor. Essas oportunidades de negócio são potenciadas pelo investimento na participação em feiras B2B, e também pela aposta em estratégias de comunicação e marketing nos mercados visitados.

Próximos passos

O Next Step 2015-2016 terá continuidade. No próximo ano o projeto prosseguirá o caminho que trilhou, procurando consolidar o apoio aos designers e marcas que já integraram o painel de participantes nas diferentes iniciativas promovidas e, adicionalmente, abraçando novos projetos no setor da moda nacional com capacidade de internacionalização.

O Next Step 2015-2016 foi um projeto financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Compete 2020 - Programa Operacional da Competitividade e Internacionalização, com fundos provenientes da União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.