FacebookTwitterInstagramVimeoPinterest
BLOOM com duas passerelles distintas revela propostas de 10 jovens designers  e uma escola de moda
BLOOM com duas passerelles distintas revela propostas de 10 jovens designers e uma escola de moda
O 1.º dia de desfiles na Alfândega do Porto foi quase integralmente dedicado a jovens designers, que, como habitualmente, tiveram a oportunidade de mostrar as suas criações no Bloom, projeto com o qual o Portugal Fashion apoia e promove novos talentos da moda. Mas, pela primeira vez, a passerelle dedicada aos designers mais jovens incluiu dois tipos de desfiles: os habituais Bloom, com criadores num estado de desenvolvimento profissional e estético mais avançado, e o desfile coletivo Bloom Upload, com criadores que ainda se encontram numa fase embrionária dos seus percursos. Sob coordenação e produção de moda de Paulo Cravo, a 18.ª edição do Bloom reuniu ao todo 10 jovens designers e uma escola de moda. 

"Queremos reforçar o papel do Bloom enquanto incubadora de novos criadores. Neste sentido, o Bloom Upload funciona como um espaço onde designers mais inexperientes ganham maturidade profissional e estética para posteriormente integrarem o calendário oficial do Bloom”, explica a project leader do Portugal Fashion, Mónica Neto. "Com a introdução de uma segunda passerelle no Bloom, o Portugal Fashion reforça a sua vocação para descobrir, apoiar e promover novos talentos da moda”, acrescenta a responsável.

No desfile coletivo Bloom Upload, as criações de Carolina Sobral, ARIEIV (by José Pinto), João Sousa e 0.9 Vírus (by Filipe Ferreira) foram apresentadas num formato de cápsulas com cinco coordenados. A contínua aposta do Portugal Fashion nos jovens designers diz bem da abertura do evento a novos talentos e da sua capacidade para renovar geracionalmente a moda portuguesa.  
Na passerelle principal do Bloom foram dadas a conhecer as criações de alunos da MODATEX – Centro de Formação Profissional da Indústria Têxtil, Vestuário, Confeção e Lanifícios, bem como as coleções de Ashma Karki, Daniela Pereira, Mara Flora, Maria Meira, Rita Sá e Sofia Silva. A nepalesa radicada no Algarve Ashma Karki e Sofia Silva foram as grandes vencedoras da 2ª edição do PFN – Concurso Novos Criadores Portuguese Fashion News 2018 e, por isso, tiveram agora a oportunidade de se estrearem no Bloom. Todos os outros já participaram em anteriores edições desta plataforma, nomeadamente Mara Flora e Maria Meira que, por terem vencido o último Concurso Bloom, foi-lhes dada a prerrogativa de participar nas edições de outubro de 2018 e março de 2019 do Portugal Fashion.  

Mais de 50 jovens designers apoiados pelo Bloom 

O projeto Bloom foi criado pelo Portugal Fashion em outubro de 2010, na 27.ª edição do evento, com o intuito de apoiar, divulgar e valorizar (nacional e internacionalmente) jovens criadores portugueses. 

Desde essa edição em 2010, o projeto Bloom já possibilitou a apresentação de coleções a 56 jovens criadores e marcas. A saber, Alexandre Marrafeiro, Align With Kay (by Catarina Santos), Amorphous (by Carla Alves), Ana Segurado, Andreia Lexim, Atelier Ctrl, Autopsy (by Jordann Santos), Beatriz Bettencourt, Carla Pontes, Carlos Couto, Catarina Santos, Celsus, Cláudia Garrido, Daniela Barros, Daniela Pereira, David Catalán, Diana Matias, Eduardo Amorim, Elionai Campos, Estelita Mendonça, Gonçalo Páscoa, HIBU (by Marta Gonçalves e Gonçalo Páscoa), Hugo Costa, Inês Marques, Inês Torcato, Iúri, Joana Braga, Joana Ferreira, João Melo Costa, João Rôla, João Sousa, K L A R (by Alexandre Marrafeiro, Andreia Oliveira e Tiago Carneiro), Luís Sandão, Mafalda Fonseca, Margarida Gentil, Mara Flora, Maria Martins, Maria Meira, Maria Kobrock, Mariana Almeida, Nycole (by Tânia Nicole), Olimpia Davide, O Simone, Pedro Jorge, Pedro Neto, Pedro Pinto, Pilar Pastor, Pritt Franco, Rita Gilman, Rita Sá, Sara Maia, Stefano Ficetola, Susana Bettencourt, Teresa Abrunhosa, 0.9 Vírus (by Filipe Ferreira) e UNT.

A descoberta de jovens designers faz-se desde logo no Concurso Bloom, cujos finalistas apresentam individualmente os seus coordenados num desfile no próprio Portugal Fashion e submetem-se, assim, à avaliação de um júri constituído por especialistas de moda. São então distinguidos dois jovens criadores, que ganham a possibilidade de participar nas duas edições seguintes do Portugal Fashion. Por tudo isto, o Concurso Bloom é não só uma experiência enriquecedora para os jovens designers como permite ao Portugal Fashion descobrir e promover novos talentos da moda.

Alguns jovens criadores do Bloom têm participado em desfiles e showrooms internacionais com o apoio do Portugal Fashion ou do seu projeto comercial complementar, o Next Step, marcando assim presença em importantes certames de moda de Londres, Paris, Milão, Viena, Copenhaga, Roma ou Madrid, por exemplo. 

Carla Pontes, David Catalán, Estelita Mendonça, Hugo Costa, Inês Torcato, Sara Maia e Susana Bettencourt são exemplos de jovens criadores que, depois do tirocínio no projeto Bloom, consolidaram as suas carreiras e hoje pontificam no calendário principal do Portugal Fashion, como se verifica, de resto, nesta edição. Têm, inclusivamente, participado em vários eventos de moda internacionais com o endorsement do Portugal Fashion. 

Dentro deste grupo de criadores emergentes, Hugo Costa é um verdeiro case study. O jovem designer estreou-se na Semana da Moda Masculina de Paris em junho de 2016 e conta já com seis participações consecutivas na fashion week da cidade-luz. Sempre com o apoio do Portugal Fashion. 

Outra bloomer já com passagem pela passerelle principal, a designer Tânia Nicole, apresentou a sua nova coleção na última edição da ModaLisboa, em inícios de março. Powered by Portugal Fashion, a jovem criadora revelou no Pavilhão Carlos Lopes, em Lisboa, as propostas da sua marca de menswear Nycole. Esta participação foi possível ao abrigo do acordo de cooperação entre o Portugal Fashion e a ModaLisboa assinado em 2018 e que prevê, entre outras iniciativas conjuntas de promoção da moda portuguesa, o intercâmbio de criadores e marcas entre os eventos.