FacebookInstagramVimeo
TALENTO JOVEM A BRILHAR NO DESIGN DE MODA SUSTENTÁVEL
TALENTO JOVEM A BRILHAR NO DESIGN DE MODA SUSTENTÁVEL
Foi em Vila Nova de Famalicão que decorreu a final do Concurso EcoDesign BLOOM Portugal Fashion by Famalicão Cidade Têxtil, cuja vitória foi dada a Vítor Dias. A iniciativa promovida pelo Portugal Fashion em conjunto com a Câmara Municipal de Famalicão e em parceria com o CITEVE, arrancou com uma call para jovens designers no início de junho. De mais de 70 candidaturas, foram selecionados cinco finalistas para desenvolver, cada um, dois coordenados produzidos a partir de materiais sustentáveis, fornecidos por empresas e indústria locais: Adriana de Melo (D’MELO), Eduardo Bernardino (ARDO), Esmeralda Dias (ZALDA), Francisco Calheiros e Vítor Dias.

Às 21h de 10 de julho foi a grande final, onde os cinco candidatos estrearam os respetivos trabalhos num desfile público, com lugar no Mercado Municipal, e onde foi anunciado o vencedor. Antes do desfile, os jovens designers apresentaram os coordenados ao painel de jurados destacado para fazer a avaliação e atribuir o prémio: Hugo Costa, designer; António Braz Costa, Diretor Geral do CITEVE; Paulo Gomes, Curador do ItechStyle Green Circle; Paulo Cravo, Coordenador da Plataforma Bloom; Mónica Neto, Diretora do Portugal Fashion; Ana Dinis, Diretora Executiva da ATP - Associação Têxtil e Vestuário de Portugal; e Augusto Lima, Vereador da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão.

O Concurso de Ecodesign BLOOM teve como principal propósito, valorizar e promover a criação de moda nacional aliada à sustentabilidade, pelo que o vencedor recebeu um apoio financeiro de 1.500 euros para suporte à confeção do projeto e ainda a oportunidade de apresentar uma coleção de 10 coordenados na edição de outubro 2021 do Portugal Fashion BLOOM.

O vencedor, Vítor Dias, destacou-se com a criação de uma coleção irreverente e didática, na qual defende um consumo mais sensato e moderado e apela para a não utilização desnecessária de recursos. A coleção "APOCALYPSE” ilustra um ambiente de sobrevivência, onde o designer joga com assimetrias e peças de aspeto inacabado. Relativamente aos materiais, são apenas utilizados tecidos disponibilizados por empresas 100% portuguesas, nos quais aposta em composições biológicas e orgânicas. Vítor inovou nos coordenados, através do Handcraft, o que tornou os coordenados mais autênticos e singulares. [Ver coleção do vencedor aqui]

Nascido a 3 de abril de 1995, Vítor Dias, frequentou o Curso Técnico de Design de Moda e o Curso Modular – Modelação de Vestuário CAD, ambos, na Escola Profissional Cenatex. Conta com a participação em vários concursos, nos quais foi vencedor do "Art Connecting Us” na Polónia e ainda  constou como um dos quatro finalistas a apresentar uma coleção no Concurso dos Jovens Criadores "Riccione Moda Italia 2013”. Vítor Dias teve ainda a oportunidade de trabalhar com várias empresas de moda e designers prestigiados como Susana Bettencourt. É fundador da marca Vítor Dias que se foca na Slow Fashion, qualidade e redução do desperdício têxtil.