FacebookTwitterInstagramVimeoPinterest
Chic by Choice, a startup que aluga o que não se compra
Chic by Choice, a startup que aluga o que não se compra

Chic by Choice, o negócio online "made in” Portugal que aluga vestidos de marcas e designers de luxo acaba de arrecadar a distinção de melhor startup de moda a nível europeu. O título, atribuído pelo "The Europas Startup Conference & Awards 2016”, garante o selo de qualidade a um projeto que nasceu em 2014 pela mão de duas jovens empreendedoras portuguesas.

Há dois anos atrás, Filipa Neto e Lara Vidreiro provavelmente ambicionavam o sucesso que hoje lhes é conferido por mérito, mas com certeza não imaginavam o reconhecimento que obteriam em tão curto espaço de tempo. Recentemente considerada a melhor startup de moda do velho continente pela The Europas, a Chic by Choice não pára de crescer. No verão do ano passado as duas sócias adquiriram a concorrente alemã La Remia, tendo entretanto arrecadado o investimento da Faber Ventures e da Portugal Ventures em cerca de 500 mil euros. Uma escalada que não assusta as jovens empresárias, uma vez que já em 2014 afirmavam categoricamente a pretensão do projeto em tornar-se uma referência na categoria de e-commerce: "o nosso objetivo é sermos líderes no mercado de aluguer de artigos de luxo europeu”, assumiam ao Dinheiro Vivo.

Facto é que atualmente a startup vende para 28 países europeus. O core business, focalizado na plataforma online que "aluga o que não se compra”, disponibiliza a preços acessíveis vestidos high fashion, possibilitando desta forma que um maior número de mulheres possa obter a peça com que sempre sonhou a um preço convidativo. Outro segredo reside no acompanhamento feito às clientes: é sempre enviado por correio um segundo tamanho gratuito correspondente à mesma encomenda, havendo ainda a possibilidade de experimentar até dois vestidos diferentes mediante um pequeno custo.

Hoje, a Chic by Choice conta com um stock superior a mil vestidos para as mais diversas ocasiões, e entre as assinaturas de autor encontram-se conceituados designers, como Diane von Furstenberg, Hervé Léger, Roberto Cavalli ou Valentino. Outra novidade recente ainda em fase de experimentação é o alargamento da oferta de aluguer para o campo dos acessórios.

The Europas, a mais tradicional cerimónia europeia de entrega de prémios a startups que se evidenciaram em diferentes áreas de negócio, decorre em Londres desde 2009. O certame não se confina ao momento de atribuição dos galardões, promovendo também uma série de ações paralelas, no qual se inclui um painel de speakers provindos dos mais diversos quadrantes do mundo, normalmente empreendedores cujas histórias merecem ser contadas. No ano passado, o evento sagrou a gigante Spotify como melhor startup media e de entretenimento. No histórico dos vencedores figura ainda a unicórnio Farfetch, que 2014 recebeu o prémio agora atribuído à também portuguesa Chic by Choice.

Fontes: Dinheiro Vivo e Tek.Sapo