FacebookTwitterInstagramVimeoPinterest
Concurso para jovens designers associa a moda à técnica tradicional do bordado
Concurso para jovens designers associa a moda à técnica tradicional do bordado

É mais uma oportunidade para os promissores talentos do mundo da moda nacional. Procurando resgatar as tradições artesanais locais, a Câmara Municipal de Castelo Branco anunciou recentemente a primeira edição do concurso "O Bordado de Castelo Branco e a Moda”. As propostas terão obrigatoriamente de aplicar a técnica do bordado e deverão ser entregues até 31 de janeiro de 2017.

Promover a aplicação do bordado na moda, nas categorias de vestuário, calçado ou acessórios, e contribuir para a consciencialização sobre a importância da valorização dos produtos endógenos na afirmação da identidade dos territórios são os dois principais desígnios subjacentes ao lançamento deste concurso. O município de Castelo Branco procura assim estimular a criatividade dos jovens designers portugueses, através da incorporação e dinamização de uma técnica artesanal tipicamente nossa – o bordado – de forma moderna e disruptiva.

As propostas devem reunir os seguintes elementos: conceito do projeto; moodboard; painel de materiais e aviamentos; ilustração com look total (styling); sketchbook; e ficha técnica. São elegíveis a concurso estudantes do ensino superior e/ou diplomados em Design de Moda há menos de seis anos, a título individual ou em grupo. As propostas serão depois analisadas pelo júri, que irá selecionar os melhores projetos até à fase final da competição, prevista para o início de maio de 2017. A apresentação pública dos vencedores culminará no desfile Castelo Branco Moda´17, em data a definir. Haverá prémios para o 1º, 2º e 3º classificados de cada categoria, no valor de 1500, 1000 e 500 euros, respetivamente.

A convite da organização do evento integram o painel de jurados a coordenadora do Portugal Fashion Internacional, Catarina Santos Cunha, em representação da ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários, e a designer Alexandra Moura, com uma ligação especial à região, dado que é docente na Escola Superior de Artes Aplicadas de Castelo Branco.

Simultaneamente, a Câmara Municipal de Castelo Branco informa que "está a construir o Centro de Interpretação do Bordado de Castelo Branco, um equipamento que será o centro nevrálgico de produção, comercialização, promoção e estudo sobre esta forma de expressão artística, ímpar no nosso País”, pode ler-se no regulamento do concurso.


Para mais informações consulte: http://www.cm-castelobranco.pt/