FacebookTwitterInstagramVimeoPinterest
CRIADORES PORTUGUESES PARTILHAM PASSERELLE COM JOVENS DESIGNERS INTERNACIONAIS NO 45.º PORTUGAL FASHION
CRIADORES PORTUGUESES PARTILHAM PASSERELLE COM JOVENS DESIGNERS INTERNACIONAIS NO 45.º PORTUGAL FASHION
O Portugal Fashion vai completar 45 edições. A entrada do evento na "meia-idade” faz-se com um programa de desfiles ambicioso e diversificado, que contempla inclusivamente jovens designers internacionais. 

Entre 23 e 26 de outubro, no Porto, sobem à passerelle do 45.º Portugal Fashion primavera/verão 2020 as coleções de autor de alguns dos principais criadores portugueses, bem como as linhas comerciais da indústria de vestuário e calçado, as propostas disruptivas dos jovens designers do Bloom.

A passerelle do 45.º Portugal Fashion vai estar igualmente aberta à marca Nicolas Lecourt Mansion, do jovem criador francês com o mesmo nome, e aos quatro vencedores da Milano Moda Graduate 2019, um projeto de promoção de novos talentos da Camera Nazionale della Moda Italiana (CNMI). "A nossa estratégia de internacionalização passa também por trazer o mundo até nós, nomeadamente convidando designers internacionais que possam promover no exterior a nossa fashion week e a fileira moda portuguesa”, explica a project leader do Portugal Fashion, Mónica Neto.

O programa do 45.º Portugal Fashion prevê 30 desfiles coletivos e individuais, nos quais participam seis escolas de moda, 11 jovens designers (nacionais e internacionais), 21 criadores e marcas (nacionais e internacionais), oito marcas de calçado e quatro marcas de kidswear. "Vamos ter desfiles mais convencionais e apresentações mais performativas; moda de autor mas também pronto-a-vestir, calçado e kidswear; criadores nacionais e internacionais, consagrados e emergentes; escolas de moda… Tudo isto sem perder o foco na qualidade e originalidade que distinguem moda portuguesa”, garante Mónica Neto.      

A Alfândega do Porto é uma vez mais o centro nevrálgico da edição nacional do Portugal Fashion. No histórico edifício portuense vão ser reveladas as coleções primavera/verão 2020 de nomes maiores da moda portuguesa, como Alexandra Moura, Alves/Gonçalves, Diogo Miranda, Luís Buchinho, Maria Gambina, Miguel Vieira e Pedro Pedro x GALP. 

Mas haverá também dois importantes momentos off location: na noite do dia 23, Katty Xiomara vai dar a conhecer as suas novas propostas no design hotel Tipografia do Conto, no Porto, com uma apresentação inovadora que foge ao modelo tradicional de desfile; na manhã do dia 26, a marca portuguesa Marques’Almeida, da dupla homónima sediada em Londres, revela a sua nova coleção na Casa de Serralves, que por essa altura recebe a exposição "Paula Rego. O Grito da Imaginação”.  

Aos criadores consagrados junta-se uma série de talentos em ascensão nacional e internacional, como Carla Pontes, David Catalán, Estelita Mendonça, Hugo Costa, Inês Torcato, Nycole, Pé de Chumbo, Sophia Kah e Susana Bettencourt. A excelência do vestuário português é, por seu turno, representada pelas marcas Meam  e Concreto, ao passo que o calçado nacional vai mostrar toda a sua modernidade através das marcas Eureka, Fly London, Gladz, J. Reinaldo, MLV Portuguese Shoes, Nobrand, Rufel e The Baron’s Cage. 

Está igualmente previsto um desfile de moda infantil no âmbito do Kids ModaPortugal, projeto promovido pela ModaPortugal (iniciativa do CENIT – Centro Associativo de Inteligência Têxtil e da ANIVEC – Associação Nacional das Indústrias de Vestuário, Confeção e Moda).

O programa de quarta-feira, dia 24, é quase exclusivamente dedicado ao Bloom, projeto do Portugal Fashion para a descoberta e promoção de novos talentos da moda. Abrem o calendário da plataforma, seis escolas de moda: CENATEX (Guimarães), Escola de Moda do Porto, Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco (ESART), Escola Superior de Artes e Design de Matosinhos (ESAD) e Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa (curso de Design de Moda). No Bloom Upload, plataforma experimental destinada a designers que ainda se encontram numa fase embrionária dos seus percursos, vão estar representados quatro designer: Carolina Sobral, ARIEIV, João Sousa e 0.9 Vírus.

Seguem-se os desfiles coletivos e individuais dos jovens criadores Unflower, Maria Meira e Rita Sá. Ainda no Bloom, vai ter lugar o desfile com os quatro vencedores da Milano Moda Graduate 2019, projeto da Camera Nazionale della Moda Italiana para conferir visibilidade ao trabalho e talento das novas gerações de criadores. A participação dos designers vindos de Itália no evento resulta de uma parceria entre o Portugal Fashion e a Camera Nazionale della Moda Italiana para o intercâmbio de jovens talentos europeus, tendo em vista a sua promoção internacional. 

"É muito importante esta parceria com a Camera Nazionale della Moda Italiana para a internacionalização do Portugal Fashion. Com o apoio desta associação italiana, podemos levar o Portugal Fashion a mais eventos internacionais, para além de estarmos a reforçar a dimensão internacional do nosso calendário nacional, a potenciar o networking dos nossos jovens criadores e atrair talento para a nossa fileira moda”, considera Mónica Neto.
       
A componente internacional desta 45.ª edição do Portugal Fashion é reforçada pelo desfile da Nicolas Lecourt Mansion, marca do jovem criador francês com o mesmo nome. Nicolas Lecourt Mansion formou-se no Atelier Chardon Savard, em Paris, trabalhou com designers conhecidos e lançou sua própria marca no início de 2018. As suas coleções não têm género e são descritas como impressivas (ou até extravagantes), iconoclastas e inovadoras, em boa medida devido à inspiração que o criador diz encontrar em artistas plásticos como Salvador Dali e Frida Kahlo. 
 
Em paralelo aos desfiles, vai realizar-se como habitualmente o showroom Brand Up, que inclui propostas de vestuário, calçado, joalharia, ourivesaria, acessórios, marroquinaria e produtos lifestyle. Estão assim contemplados todos os setores da fileira moda, num certame que terá, pela primeira vez, venda direta ao público.  

Resta dizer que o Portugal Fashion é um projeto da responsabilidade da ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários, desenvolvido em parceria com a ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal. O evento é financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Compete 2020 – Programa Operacional da Competitividade e Internacionalização, com fundos provenientes da União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.