FacebookInstagramVimeo
DESFILES DO 46º PF COM ACESSO LIMITADO A PROFISSIONAIS DA MODA E JORNALISTAS
DESFILES DO 46º PF COM ACESSO LIMITADO A PROFISSIONAIS DA MODA E JORNALISTAS

·        O acesso aos desfiles previstos para a 46.º edição do Portugal Fashion, entre 12 e 14 de março, na Alfândega do Porto e na Casa da Arquitetura (Matosinhos), vai ser restringido à equipa de bastidores, ao staff técnico do evento e aos profissionais da Comunicação Social portuguesa e influenciadores digitais devidamente credenciados para o efeito.

·        O número total de jornalistas, fotojornalistas e influenciadores digitais deverá estar entre as 150/170 pessoas.

·        O acesso aos desfiles, seja dos profissionais de moda, seja de jornalistas e influenciadores, fica dependente de uma avaliação prévia caso a caso, para se evitar a presença de pessoas que pertençam aos grupos de maior risco de infeção ou de complicações pelo novo coronavírus.

·        O BRAND UP – um showroom aberto ao público onde se comercializam produtos de design, moda e lifestyle – vai ser cancelado, assim como todas as atividades promocionais paralelas aos desfiles.

·        Também a apresentação do modelo internacional Luís Borges será cancelada, por se tratar de um formato que envolveria uma festa e, por esse motivo, agregar várias pessoas num espaço mais restrito.

·        A apresentação do designer Júlio Torcato com "A Orquestra Urbana da Trofa”, constituída por 90 músicos amadores de diversas faixas etárias, será também reagendada.

O Portugal Fashion está comprometido com o esforço nacional de contenção da propagação do novo coronavírus e continuará a respeitar as recomendações a esse respeito da Direcção-Geral de Saúde. Mas é nosso dever defender o interesse comercial e profissional de criadores e marcas, fazendo o que for possível para garantir a realização dos desfiles integrados no circuito internacional de moda.

Neste sentido, todos os desfiles vão ser transmitidos online e em direto (live streaming), cabendo ao Portugal Fashion assegurar os recursos técnicos necessários para que isso aconteça. Desta forma, criadores e marcas terão a oportunidade de divulgar os seus trabalhos através dos canais de comunicação disponibilizados pelo Portugal Fashion, nomeadamente nas suas plataformas digitais, sendo certo que os desfiles não deixarão também de ser reportados pelos jornalistas presentes.  

O Portugal Fashion aproveita para pedir a compreensão das instituições, empresas, marcas, profissionais e sponsors envolvidos nesta 46.ª edição, comprometendo-se a ajudar todas estas entidades e pessoas a minorar os efeitos das restrições no acesso aos desfiles.

Também pedimos desculpa aos nossos convidados e ao público em geral por não lhes poder facultar a entrada nos desfiles. Em última instância, e acima de tudo, é um dever cívico que o Portugal Fashion leva muito a sério.

A Direção do Portugal Fashion