FacebookInstagramVimeo
DIOGO MIRANDA VESTIU BONECOS SOLIDÁRIOS DA FUNDAÇÃO INFANTIL RONALD McDONALD
DIOGO MIRANDA VESTIU BONECOS SOLIDÁRIOS DA FUNDAÇÃO INFANTIL RONALD McDONALD

Dado o cancelamento da 46ª edição do Portugal Fashion devido à Pandemia de coronavírus, e num momento tão crítico que atravessamos, faz ainda mais sentido adquirir um dos bonecos solidários da Fundação Infantil Ronald McDonald. Na impossibilidade de os bonecos solidários se deslocarem ao Portugal Fashion para a tão esperada apresentação pública, podem já comprar online e assim ajudar:

COMPRA ONLINE

Maria by Diogo Miranda
Pedro by Diogo Miranda

A receita angariada pela venda da Maria e do Pedro by Diogo Miranda reverte na totalidade para que os três programas da Fundação Infantil Ronald McDonald - as Casas Ronald McDonald de Lisboa e do Porto e o Espaço Familiar Ronald McDonald no Hospital de Santa Maria em Lisboa – prossigam com a sua missão de aproximar as famílias das suas crianças, quando estas se encontram em tratamento hospitalar.


Depois de criadores portugueses como Luís Buchinho, Katty Xiomara, Miguel Vieira, Nuno Baltazar e Júlio e Inês Torcato, o criador de Felgueiras Diogo Miranda foi o escolhido para vestir com as suas criações o casal Maria e Pedro e juntos celebrarem o 20º Aniversário da Fundação.

"Numa altura em que existem cada vez mais casos de doenças na nossa sociedade não podia ter ficado mais honrado e envolvido com este convite. O facto de aproveitar de certa forma a notoriedade em prol de uma causa solidária deixa-me extremamente feliz. Deste modo decidi vestir a Maria e o Pedro com os códigos da marca Diogo Miranda, em cores neutras, intemporais e muito elegantes. A Maria com um vestido cocktail midi preto, decote assimétrico e cintura marcada e com toucado em rede preta nos olhos, que simboliza a elegância dos anos 50. Na mão o número a que corresponde cada boneco desta edição limitada. O Pedro apresenta umas calças pretas de vinco e camisa creme em cetim. Muito semelhante à forma como eu me visto! Não poderia ter ficado mais satisfeito com o resultado e espero realmente que o público goste e adquira o Pedro e a Maria em prol de uma causa tão nobre”, sublinha o criador Diogo Miranda.

Para Isabel Aragão, da Fundação Infantil Ronald McDonald: "Num momento em que está na ordem do dia a discussão dos valores e do propósito que cada marca deve ter na sustentabilidade das futuras gerações, onde todos são chamados a ter um papel ativo por um mundo melhor, não poderíamos ficar mais felizes por esta parceria que temos vindo a desenvolver com o Portugal Fashion onde juntando a solidariedade à moda se faz uma forte consciencialização disso mesmo, junto do público que vem ver os desfiles. Neste ano em que a Fundação assinala 20 anos em Portugal, quisemos surpreender o público com uma edição ainda mais especial dos nossos bonecos solidários, e por isso para vestirmos a Maria e o Pedro, convidamos o criador Diogo Miranda e a escolha não poderia ter sido melhor pois eles estão elegantíssimos! O Diogo superou todas as nossas expectativas e sentimos que a sua entrega a este projeto foi feita de coração”.


Sobre o criador Diogo Miranda:

Diogo Miranda iniciou o seu percurso profissional em 2007. Desde então, tem apresentado todas as suas coleções no Portugal Fashion. Em 2015 estreou-se na Paris Fashion Week onde atraiu a atenção dos media internacionais nomeadamente do New York Times e da Harper’s Bazaar.

Formado em Design de Moda pela Cenatex, Diogo Miranda começou por efetuar um estágio em Sevilha, no Atelier de Alta-Costura de Miguel Reyes, tendo depois iniciado a sua colaboração com a indústria têxtil. A sua loja e atelier situam-se em Felgueiras onde estão presentes as suas atuais coleções, o serviço personal tailoring para público masculino e um atendimento personalizado para noivas. As suas peças têm corrido o mundo pelas suas marcantes campanhas, pela presença em editoriais de grande notoriedade e pelas figuras públicas que as fazem desfilar, nomeadamente a modelo internacional portuguesa Sara Sampaio, a it-girl brasileira Helena Bordon, a atriz indiana Sonam Kapoor ou a francesa it-girl Caroline D’Maigret.

Em 2013 Diogo Miranda lançou o seu e-commerce, onde oferece aos clientes e admiradores da marca a oportunidade de entrar no mundo DIGO MIRANDA.

Foi-lhe atribuído em 2015 o prémio GQ MEN OF THE YEAR na categoria Moda, pela conceituada revista masculina GQ Portugal.

Em 2019 aceitou o desafio de ser o Head-Designer da 1ª coleção da marca Paula do grupo Amorim Luxury.

DIOGO MIRANDA tem marcado presença em conceituados showrooms internacionais, nomeadamente em Paris, Londres e Nova Iorque.

 

Sobre a Fundação Infantil Ronald McDonald:

A Fundação Infantil Ronald McDonald Portugal foi fundada em 2000, tendo logo no ano seguinte sido oficialmente reconhecida como Instituição Particular de Solidariedade Social de Utilidade Pública. As Casas Ronald McDonald de Lisboa (inaugurada em 2008 apoia o Centro Hospitalar Lisboa Central) e do Porto (inaugurada em 2013 apoia o Centro Hospitalar Universitário S. João e o IPO-Porto) e o Espaço Familiar Ronald McDonald (inaugurado em 2017 apoia o Hospital Santa Maria, em Lisboa), as três infraestruturas apoiaram até agora de forma totalmente gratuita mais de 3.500 famílias e são atualmente os principais projetos da Fundação Infantil Ronald McDonald em Portugal.

Carinhosamente tratadas como "a casa longe de casa” durante o tratamento hospitalar das crianças, as Casas Ronald McDonald do Porto e de Lisboa e o Espaço Familiar Ronald McDonald dispõem das comodidades de conforto de uma residência com uma zona de cozinha, zonas de descanso, de lavandaria e espaços comuns, onde os pais por momentos se esquecem de toda a vivência hospitalar. Paralelamente, muitos voluntários promovem diversas atividades em prol do conforto e da melhoria da experiência hospitalar destas famílias. Integradas na rede mundial da Ronald McDonald House Charities, espalhadas pelos cinco continentes em mais de 45 países, as 374 Casas Ronald McDonald e os 260 Espaços Familiares Ronald McDonald acolhem anualmente mais de 3,5 milhões de crianças e suas famílias.

A Fundação defende que uma criança doente é uma família doente, e por isso acredita que quando se muda a vida de uma criança, se muda a vida de uma família.