FacebookTwitterInstagramVimeoPinterest
Katty Xiomara
Katty Xiomara

Dispensa apresentações. A notoriedade do nome, que é também a sua própria marca, coloca Katty Xiomara entre os mais reconhecidos rostos na área do design de Moda em Portugal. Na verdade, no plano internacional as criações desenhadas a partir da invicta têm também trilhado um caminho sólido, intensificando-se as ações de promoção da marca sobretudo nos mercados transatlânticos. Embarque nesta viagem.

Foi a 12 de setembro de 2016 que Katty Xiomara deu mais um passo na consolidação internacional do seu trabalho. Pela primeira vez com o apoio do Portugal Fashion, a criadora apresentou as suas propostas para a primavera-verão 2017 na New York Fashion Week, numa coleção denominada "Corrente de Agulhas”, que recebe inspirações do mar e dos Descobrimentos portugueses. Ora um tema deveras apropriado para uma criadora que pela quinta vez pisou a passerelle de uma das semanas de moda mais importantes do mundo, e que quer agora conquistar mais território em solo norte-americano. Um esforço promocional contínuo, que surtiu a referência da sua passagem pela NYFW em duas publicações de prestígio: na WWD – Women’s Wear Daily e na New York Magazine.

De facto, a estreia em Nova Iorque fez-se em 2013 e, desde então, como de resto revelou Katty Xiomara à SIC, as suas criações são comercializadas em cerca de 50 boutiques, desde a costa este à costa oeste do país. O próximo objetivo é fidelizar e expandir essa rede de comercialização, que segundo a agente de compras local, Autumm Marie, "tem crescido nos últimos anos”.

Mercado asiático complementa estratégia de internacionalização da marca

A par dos EUA, Katty Xiomara volta-se para outra paragem transatlântica, desta feita em direção ao país do sol nascente. No Japão, é a ModEL inc a representante local e os showrooms promovidos procuram alavancar a necessária projeção da marca naquele país, recetivo ao estilo romântico e de "menina-mulher” reconhecido na designer.

O mais recente exemplo foi um showroom que decorreu de 24 a 28 de outubro, em Tóquio, onde a nova coleção foi apresentada. Como explica Katty Xiomara ao Portugal Fashion, "a estratégia passa por insistir e recordar-lhes continuamente que existimos, comunicando o máximo de notícias e novidades”. Um exercício que a criadora reconhece ser de paciência e de persistência, mas que também considera fundamental considerando a exiguidade do mercado interno.

Um cenário ímpar para o desfile SS17

O desfile de Katty Xiomara na edição nacional do 39º Portugal Fashion vai certamente figurar na história do projeto como um dos mais surpreendentes, quer pela arquitetura do próprio edifício, quer pela contemplação da sua extraordinária varanda para o Atlântico. Entre o público que assistia à apresentação houve mesmo quem fizesse a analogia ao MAC – Museu de Arte Contemporânea de Niterói, e facilmente se percebe porquê.

Foi pois no anfiteatro exterior do recém-inaugurado Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões, da autoria do arquiteto Luís Pedro Silva, que se estendeu a passerelle para um desfile também ele ligado ao mar. Uma aposta arriscada mas de onde extraiu o melhor dos resultados (como esta menção na internacional Hunger Magazine), como confessa a criadora: "Apresentar o desfile no exterior, foi uma decisão difícil pois a chuva poderia ter aflorado a qualquer momento. Felizmente, em vez disso o senhor Tempo deu-nos uma iluminação única, que só favoreceu todo o cenário já por si só maravilhoso”. Aliás, para Katty Xiomara "não haveria melhor cenário do que aquele edifício no mar plantado. Por sinal, três meses antes, foi também o local escolhido para fotografar o lookbook da mesma coleção. Mas nessa altura concentramos as imagens na zona do cais perto dos navios”, concluiu a designer.

Uma marca da era digital

Reservada e discreta, Katty Xiomara sabe que hoje a revolução tecnológica obriga a uma proximidade mais visível junto do seu público, em última análise dos seus clientes. Como explicou recentemente à Vogue Portugal, a criadora estreou-se nas passerelles em 1998, e por essa altura esse nível de comunicação era inexistente. "Não é fácil, sou franca não me importo de aparecer mas não é o meu métier. Sou tímida e não gosto propriamente de falar muito. Eu sei que o mercado pede, eu sei que é necessário fazer posts ou estar sempre no Instagram”.

Contingências do mundo em que vivemos e às quais Katty Xiomara está pronta para dar as respostas adequadas em prol do crescimento da marca. Na verdade, a propósito da recente parceria da designer com a Sport Zone powered by Portugal Fashion (que prevê que a cada estação um criador nacional seja convidado a desenvolver uma coleção de sportswear para a Sport Zone, democratizando assim o acesso à moda de autor), esta publicação no Instagram é um dos exemplos do trabalho promocional e de imagem que Katty Xiomara tem vindo a desenvolver. O que, claro está, dá frutos. De acordo com a cadeia de lojas de desporto do grupo Sonae "a primeira coleção com a Katty Xiomara foi um primeiro e muito bem-sucedido passo nesta parceria, estando a coleção ainda à venda e a correr muito bem”, reitera a Diretora de Marketing Ibérico da Sport Zone, Mónica Pimentel.

Uma marca que quer Mundo

Nascida na Venezuela, no seio de uma família portuguesa, Katty Xiomara mudou-se para o Porto aos 18 anos. A vontade de singrar no mundo da Moda terá no país latino de origem as suas raízes, pois foi em criança que começou por "imaginar vestidos para ocasiões especiais”, fruto da sua vivência próxima com as quinceañeras, uma revelação feita recentemente à Vogue Portugal. Em 1997 termina o curso de Design de Moda no Citex (agora Modatex), onde é atualmente professora. Na área de ensino que leciona – o streetwear – procura incutir nos alunos a sua autonomia criativa e o foco nos mercados exteriores, pois acredita que é importante "eles pensarem que podem ir mais além, ou então eles próprios assumirem uma marca, até porque o streetwear hoje navega a outras alturas”, considera.

Faz parte do calendário da semana da moda do Portugal Fashion desde 1998, ano que marcou a sua estreia nas passerelles. Imediatamente antes, tinha concluído um estágio na Trussardi House, que granjeou na sequência do primeiro lugar no Fashion and Techonology in Florence. Muito cedo na sua carreira, começou por conciliar a evolução da marca com outros projetos em diversas áreas, como roupa de criança, uniformes, teatro, televisão, música, dança e artes gráficas. Em 2000 desenha o guarda-roupa para a adaptação da peça "A Divina Comédia” de Dante Alighieri, com coreografia de Jean Paul Bucchieri, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa. Um ano mais tarde regista a marca comercial, mas só se aventura internacionalmente em 2005.

Entre as apresentações regulares no Portugal Fashion participa também em inúmeros projetos paralelos, de que são exemplo a criação de uma linha de lingerie, a XIK, ou o desenho de uma bolsa para a Sony Playstation PSP – White, distribuída numa edição limitada há precisamente 10 anos, em 2006.

Em 2012 recebe a visita oficial do então Presidente da República, professor Aníbal Cavaco Silva, no âmbito de uma visita a indústrias criativas de excelência. Em 2014, recebe o prémio de prata dos IDA, "International Design Awards”, e, em 2015, repete a façanha, arrebatando ainda uma Menção Honrosa. A imagem corporativa da marca foi reconhecida e premiada pela revista americana HOW e o seu trabalho tem sido publicado em várias edições internacionais.

O nome de Katty Xiomara já pisou as passerelles de Paris em várias ocasiões e até de Tóquio, em 2011, no âmbito do Weareurope. Presença regular também em feiras internacionais, constam no currículo internacional a participação nas duas edições da Bread & Butter, de Berlim e Barcelona, na Project, Las Vegas, e mais recentemente na Edit, em Nova Iorque, fruto da sua aproximação crescente ao mercado norte-americano (onde tem estado presente com o apoio do projeto Next Step, o "braço comercial” do Portugal Fashion).

É a partir do seu atelier, uma renovada casa localizada na emblemática Rua da Boavista, no Porto, que Katty Xiomara cria para o exterior e dá resposta aos pedidos dos stockists internacionais. Por enquanto, para além dos EUA e do Japão, a marca também está presente em Espanha, Itália, Reino Unido, Irlanda e até na República Dominicana. O próximo objetivo passa por alargar horizontes, no fundo descobrir novos Mundos.