FacebookTwitterInstagramVimeoPinterest
Pedro Neto, um bloomer a seguir
Pedro Neto, um bloomer a seguir

Estreou-se no Portugal Fashion na edição de março de 2014 e, a partir de então, tem marcado presença assídua em todos os calendários do certame, somando assim já cinco participações consecutivas. Natural de Santo Tirso, cidade que o inspira e onde decidiu criar o seu atelier e showroom, Pedro Neto é um jovem designer que, assumidamente, gosta de trabalhar com as emoções.

Embora a estreia a solo tenha acontecido em 2014 com a vitória do Concurso Bloom (com uma coleção inspirada na obra Self-Burial, do fotógrafo e artista Keith Arnatt), já no ano anterior Pedro Neto tinha experienciado o ambiente frenético dos bastidores da plataforma dedicada aos jovens criadores, integrando o desfile coletivo da Escola de Moda do Porto (EMP).

Ao mesmo tempo que dava o pontapé de saída na sua carreira, estagiava numa das maiores marcas do topo da tabela mundial da fast fashion – a Zara – somando ainda no currículo uma passagem pela indústria têxtil nacional, na Asdrubal J.A.

Obras de arte são fonte de inspiração

De personalidade artística vincada, Pedro Neto não tem dúvidas ao afirmar que tudo aquilo que o rodeia lhe pode servir como fonte de inspiração. Mas, em particular, as obras de arte despertam no jovem criador sentimentos e emoções que, com facilidade, são expressas nas coleções que produz.

De resto, recordemos os conceitos das suas duas últimas apresentações em passerelle. Para a estação quente, o tirsense partiu de uma análise pessoal de uma obra dos anos 70, do artista Robert Rauschenberg, exposta na Ace Gallery, em Venice, nos EUA. Tratando-se de um acervo que reúne "várias imagens coladas e sobrepostas”, em jeito de moodboard, Pedro Neto interpretou-o à luz da palavra "sentimento”, dando assim azo a que a coleção se desenvolvesse com pequenas lembranças e memórias do passado, inserindo o "laço” enquanto adereço figurativo, e utilizando a cor preta como sinónimo de solidão e perda. Nos tecidos, pendeu a escolha para os mais transparentes, "como as organzas e os acabamentos de brilhos e plissados”, evidenciando um estado de leveza imaginativa.

Já na última coleção apresentada em março no Portugal Fashion, antevendo as tendências para o próximo outono-inverno, o designer desenvolveu os coordenados com base numa figura feminina do século XI que foi eternizada num dos quadros de John Collier, a Lady Godiva. O mundo equestre cavalga para dentro de campo através da ilustração de "uma mulher ingénua, mas simultaneamente determinada e muito forte nas suas convicções e na sua presença”. O luxo utópico e a sumptuosidade dos tecidos escolhidos, como os veludos devoré e as lãs com acabamentos detalhados, são os principais apontamentos a reter nesta mais recente coleção.

Projeção internacional dribla exiguidade do mercado interno

A primeira internacionalização do português aconteceu em fevereiro deste ano na International Fashion Showcase, organizada pelo British Council e pelo British Fashion Council no âmbito da Semana de Moda de Londres. Pedro Neto integrou o jovem plantel de designers que foi convocado pelo Portugal Fashion a desenvolver uma instalação artística, cujo ponto de partida teve como matéria-prima a cortiça.

Uma oportunidade ímpar para o jovem designer, que pôde assim promover o seu trabalho num mercado extremamente dedicado à formação de novos talentos. De facto, a rede de contactos aí estabelecida, aliado ao seu trabalho de promoção da marca, têm valido a Pedro convites regulares de diversas publicações nacionais e internacionais como por exemplo, Vogue Portugal, Revista Happy, Vogue Italia, Marie Claire Italia, Harper's Bazaar UK, Schön! Magazine e ELSV Magazine, bem como a adoção dos seus looks por várias figuras públicas do panorama social português.

O showroom físico localiza-se, como anteriormente referido, em Santo Tirso. Mas para além deste ponto de venda, as criações do jovem designer estão disponíveis na plataforma online Not Just a Label e ainda no site de e-commerce Les Filles.

Fonte: Janela Urbana.com