FacebookTwitterInstagramVimeoPinterest
Portugal Fashion desfilou em Milão com Carlos Gil e Pedro Pedro
Portugal Fashion desfilou em Milão com Carlos Gil e Pedro Pedro

O Portugal Fashion produziu, no dia 25 de setembro, os desfiles de Carlos Gil e Pedro Pedro no âmbito da Milano Moda Donna. Tratou-se da terceira vez consecutiva que Carlos Gil viajou até Milão, com o apoio do Portugal Fashion, tendo a sua estreia neste certame acontecido há precisamente um ano atrás. Nesta edição, o desfile primavera-verão 2017 do criador teve lugar na Via Savona, 56, às 13h00 (hora local). Algumas horas mais tarde, às 19h30, foi a vez do designer portuense Pedro Pedro pisar a mesma passerelle, cumprindo o seu primeiro desfile individual além-fronteiras. Recém-chegado de Londres, e já depois do regresso a Nova Iorque, o Portugal Fashion efetivou assim a sua integração no calendário oficial da Semana de Moda de Milão, certame que faz agora parte do seu roteiro regular das apresentações.

Confirmada a importância deste mercado europeu para a moda de autor nacional, o Portugal Fashion pretende com esta inclusão de Milão no seu calendário internacional aportar vantagens acrescidas à divulgação de criadores e marcas portuguesas, estabelecendo uma relação profícua e duradoura com Itália. Segundo o presidente da ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários, João Rafael Koehler, estreitar laços com Milão é para o Portugal Fashion "uma opção estratégica lógica e válida, na senda da consolidação da internacionalização do projeto”. "A Milano Moda Donna é um certame que muito valorizamos por todas as oportunidades de visibilidade e, consequentemente, de negócio, que propicia aos designers e marcas nacionais. Organizada pela Camera Nazionale della Moda Italiana, esta iniciativa prima pela excelência, desencadeando um forte impacto mediático em todo o circuito da fileira Moda. Acrescento ainda que 2016 tem representado para o Portugal Fashion um ano de superação. Primeiro, porque regressamos a Nova Iorque após 15 anos de interregno, assinalando assim a presença portuguesa nos principais certames de moda do mundo. E, para além desta reconquista, estendemos a nossa participação a outros eventos de referência do setor, como são o caso da Semana de Moda Masculina de Paris e a Altaroma”, sumariza o responsável.

Multiculturalidade e sensualidade são as palavras-chave das criações nacionais

O designer Carlos Gil vai buscar inspirações a "vários continentes” para a sua coleção SS17, que foi apresentada em primeira mão em Milão. Na verdade, esta é uma coleção que viaja no tempo e no espaço, e que se materializa em "peças femininas e audazes”, mas que não deixa de refletir a "personalidade e carácter inato da marca”. Intitulada "Cultural Vibes”, a narrativa criativa conjuga "elementos clássicos e tradicionais, volumes, exuberância de cores, estampas e significados” de diferentes culturas. Uma coleção que se desenvolve "num ambiente revigorante de misturas inusitadas, jogos de pensamentos, conceitos e emoções, cores e materiais”.

Pedro Pedro, que concretiza na Milan Fashion Week a sua estreia internacional a título individual (em 2006 e 2007 participou na Semana de Moda de Paris quando integrava a dupla Pedro Waterland, também com o apoio do Portugal Fashion), apresentou a coleção "Dune”. Resultantes de uma livre adaptação ao universo David Lynch, os coordenados remetem para o imaginário de um atlas grandioso e, ao mesmo tempo, inquieto. Com silhuetas femininas e fluidas, a mulher Pedro Pedro apresenta-se "com um ar descontraído e sofisticado”. São visíveis acabamentos brutos e esfarrapados, mas que nem por isso deixam de conferir elegância às peças. "Formas assimétricas e contraste de texturas” são, de acordo com o criador, um must have para a próxima estação quente pela sensualidade que deles emana. De facto, a mescla de texturas é diversificada: "tricotados fluídos, veludos, malhas, viscose, algodões, sedas, rede de camurça, tweeds de linho e pele sintética”. Já as cores refletem o tema escolhido, variando entre o tom areia, "com assentos rosa, várias tonalidades de amarelo”, e ainda "nuances de azul, contrastadas com preto”. 

O Portugal Fashion 2015-2017 - um projeto da responsabilidade da ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários, desenvolvido em parceria com a ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal – é cofinanciado pelo Portugal 2020, no âmbito do Programa Operacional da Competitividade e Internacionalização – Compete 2020, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.