FacebookTwitterInstagramVimeoPinterest
Portugal Fashion na Altaroma com Inês Torcato, David Catalán e Nycole
Portugal Fashion na Altaroma com Inês Torcato, David Catalán e Nycole
A terceira paragem internacional do roteiro outono/inverno 2018-19 do Portugal Fashion aconteceu este fim de semana em Itália, mais concretamente na semana de moda Altaroma. Depois das fashion weeks masculinas de Milão e Paris, o projeto viajou até Roma para promover os jovens talentos nacionais. O desfile dos designers da plataforma Bloom David Catalán, Inês Torcato e Nycole teve lugar no domingo, dia 28 de janeiro, pelas 12h, no polo cultural Guido Reni District (Sala 2, Via Guido Reni 7, Roma). Naquela que foi a terceira participação no calendário da Altaroma, o Portugal Fashion decidiu focar-se apenas nos novos designers e consolidou uma parceria estratégica com a conceituada organização italiana, visando estabelecer sinergias regulares no que respeita à identificação, apoio e divulgação de jovens criadores.  

Foi no âmbito do projeto Fashion Hub da Altaroma que este desfile aconteceu e que toda a parceria se desenvolveu. Para além de disseminar a descoberta de jovens criadores italianos que se destaquem pelo vanguardismo das suas coleções, algo que sucede através da promoção do concurso "Who Is On Next?”, o Fashion Hub procura também dar a conhecer novos designers que têm trilhado um percurso promissor noutros países europeus, evidenciando, preferencialmente, aqueles que já tenham iniciado o processo de internacionalização da marca. Para tanto, a Altaroma conta com a colaboração da Vogue Italia, naquilo que é um trabalho de scouting permanente.  

"O Bloom é o agente catalisador do Portugal Fashion, a nossa garantia de renovação da moda nacional. E tal como sucede atualmente no ecossistema empreendedor, os projetos de elevado potencial do Bloom são marcas "born global”, cujo sucesso está dependente da internacionalização. Ora, o Portugal Fashion está a apostar cada vez mais nas ferramentas de aceleração destes projetos de moda jovem e criativa, proporcionando-lhes condições e oportunidades para a promoção no mercado nacional e internacional”, afirmou Adelino Costa Matos, presidente da ANJE. "A proximidade com a Altaroma insere-se neste enquadramento. Aliás, percebemos que o Bloom e o Portugal Fashion têm muito em comum com a Altaroma e com toda a sua dinâmica. Há muitas sinergias que estão já a ser estabelecidas. O desfile do passado domingo foi exemplo disso, sendo também sinal do interesse que este mercado tem pelos nossos talentos. De resto, esta colaboração permite-nos beneficiar da experiência e network da Altaroma, com todas as vantagens adjacentes de suporte e comunicação”, acrescenta o mesmo responsável. 

Showroom complementa desfile no hub italiano 

As semanas de moda masculinas deram o mote e o Portugal Fashion iniciou a sua campanha internacional outono/inverno 2018-19 com as criações portuguesas para Homem em Milão e Paris. Na cidade luz, além da apresentação de Hugo Costa, integrada no calendário oficial da semana de moda, o Portugal Fashion apoiou a presença em showroom dos jovens Inês Torcato, David Catalán e Nycole. A tríade que está entre os talentos a ter debaixo de olho em matéria de moda masculina (Inês Torcato apresentou propostas femininas, mas também coordenados para homem) apresentou-se agora em formato desfile, em Roma, ainda que a fashion week não seja dedicada apenas ao segmento de menswear. 

A participação na Altaroma foi também complementada pela apresentação da coleção em formato showroom. Neste certame, o braço comercial do Portugal Fashion, o Next Step, apostou na proximidade entre a ação promocional do desfile e a ação comercial da exposição da coleção perante agentes de compras. A dinâmica do projeto Fashion Hub, focado em múltiplas formas de identificação e promoção de novos talentos, assim justificou. Os três bloomers puderam assim tirar máximo partido da plataforma, apresentando-se em passerelle com toda a lógica de styling e comunicação associada a esse momento e, de forma adicional, proporcionar aos diversos públicos, sobretudo aos buyers internacionais, a possibilidade de um contacto mais próximo e imediato com as peças apresentadas. 

Apostas do menswear nacional marcam estreia do Bloom na Altaroma 

Para Inês Torcato, este foi o primeiro desfile internacional. A jovem designer natural do Porto, licenciada em Design de Moda pela ESAD Matosinhos, foi distinguida pelo Concurso Bloom Portugal Fashion em 2016, sendo apoiada pela plataforma desde então. A marca Inês Torcato assume, nas palavras da própria designer, "uma estética baseada na reinterpretação dos clássicos e exploração de novos elementos formais”. Para o inverno 2018-19, apresenta a coleção "Self-Portrait (Touch)”, baseada no "conceito de auto-retrato”. Trata-se, segundo afirma Inês Torcato, de "um jogo de texturas materiais com tecidos muito distantes um do outro, como caxemiras e lãs, numa mistura com nylons à prova de água e transparências apapeladas”. Ao nível cromático, as apostas da jovem designer são o preto, o branco, os cinzas, os castanhos e o beringela. Num trabalho que tem no toque a sua maior diferenciação, Inês incorpora uma inovação: "uma parceria de escrita para estampados com a escritora e letrista Regina Guimarães”. O objetivo, sustenta, é acrescentar "uma nova linguagem gráfica e o significado do toque”. 

David Catalán, tal como Inês Torcato, é apoiado pelo Portugal Fashion desde a sua distinção no âmbito do Concurso Bloom Portugal Fashion, em 2016. Nascido em Espanha, onde iniciou formação na área, o jovem designer que agora vive no Porto licenciou-se em Design de Moda e Vestuário na Escola Superior de Artes e Design de Matosinhos. Apresenta coleções, desde 2014, na plataforma EGO na Mercedes-Benz Fashion Week Madrid, experiência internacional em formato de desfile à qual se junta a passagem pela Mercedes-Benz Fashion Week Istanbul. Participou ainda em eventos como o International Fashion Showcase, em Londres, e foi laureado no programa Mediterranean Fashion Prize, organizado pela Maison Méditererranéenne des Métiers de la Mode, em Marselha, assim como selecionado pelo programa The Future of Fashion, uma colaboração entre a Who's Next Paris e a Not Just a Label. Mais recentemente, participou no projeto The Latest Fashion Buzz, na PItti Uomo 92, numa parceria da L’uomo Vogue, GQ e Mini. 

Para o próximo inverno, David Catalán propõe uma coleção que explica como viagem à sua própria infância. Entre os elementos pessoais que usa como alusão ao seu percurso, está uma "estética facilmente associada ao escutismo”. "A moralidade presente neste tipo de associação” é sublinhada como essencial no processo de construção das peças, com o designer a afirmar que transpõe "este tipo de imposição moral extremamente positiva” para o nosso dia-a-dia através de mensagens bordadas e patches. 

Por fim, a marca Nycole foi convidada a entrar para a plataforma Bloom Portugal Fashion no início do ano passado, sendo que foi em formato showroom que, ainda em 2017, deu o primeiro passo internacional com o projeto. A marca de menswear baseada no Porto que se distingue pela inspiração no universo do vestuário clássico masculino e por detalhes de sportswear esteve na Paris Fashion Week com o suporte do Next Step, a promover a coleção SS18. Nesse primeiro showroom internacional, recebeu desde logo uma encomenda de uma loja no Japão. Fundada pela jovem designer Tânia Nicole, a marca Nycole obteve o primeiro lugar no concurso ACTE European Young Designers Competition, em Itália, e, na sequência do prémio FASHIONCLASH, foi convidada para apresentar a sua coleção em Maastricht, na Holanda. 

Para o inverno 2018-19, Nycole propõe a coleção "Unknown”, inspirada no universo criativo do jovem músico inglês King Krule. "As suas influências do hip-hop, as suas letras obscuras e o seu look foram o ponto de partida para o desenvolvimento desta colecção”, explica Tânia Nicole. Segundo adianta também a jovem criadora, o universo do hip-hop "trouxe silhuetas largas e algumas peças icónicas, como camisas de baseball, sweatshirts, casacos acolchoados”. O lado mais gráfico da coleção é influenciado pelas letras das músicas de Krule, havendo ainda uma fusão entre o seu look retro e os detalhes deportivos da aparência hip-hop. 


Concurso Bloom: oito novos nomes em incubação 

Entretanto, em território nacional, o Bloom prossegue com o compromisso de contributo permanente para a renovação da moda nacional: estão apurados os oito finalistas do Concurso Bloom 2017. Ana Eusébio e Catarina Gonçalves, Carolina Sobral, Diana Quintal, Mara Flora Costa, Maria Meira, Patrícia Augusta, Rita Carvalho e Sara Cruz terão agora a oportunidade de apresentar coleções no espaço Bloom, em março, no âmbito da edição Fall/Winter 2018-2019 do Portugal Fashion. O desfile será a terceira e última fase da competição, ditando o anúncio imediato dos dois grandes vencedores. 

Após a seleção dos 12 dossiers a concurso, a segunda fase da competição selecionou oito candidatos, neste caso candidatas, com base na produção de um coordenado específico, que puderam expor e defender para apreciação do júri, logo nos primeiros dias de janeiro. A terceira e última fase da competição decorre na próxima edição do Portugal Fashion e conta, no seu painel de jurados, com Manuel Serrão, empresário com experiência no ramo da moda, Pedro Caride, marketeer e consultor na mesma área, Joana Bourbon, designer de moda com experiência na formação de jovens designers, os criadores Pedro Pedro e Júlio Torcato, e as convidadas Simonetta Gianfelici, consultora de moda e talent scout, e Sofia Lucas, Diretora da Vogue Portugal. Complementarmente à apresentação dos trabalhos em formato de desfile em março próximo, que constitui a terceira etapa do concurso, as concorrentes serão também avaliadas pelo júri nos bastidores, a fim de comprovar se a coleção corresponde ao projeto selecionado; o veredicto será, então, comunicado no final do desfile.

As duas jovens criadoras reconhecidas pelo Concurso Bloom poderão beneficiar de um conjunto alargado de prémios: além da oportunidade de apresentarem as suas coleções nas edições de outubro de 2018 e março de 2019 do Portugal Fashion, as vencedoras contarão com o suporte de mentoring e orientação da plataforma Bloom, assim como apoio técnico no desfile. Acresce a este acompanhamento um incentivo financeiro de dois mil euros, para produção e desenvolvimento de futuros trabalhos. 

A aposta em jovens criadores é, sem dúvida, uma das maiores forças da estratégia do Portugal Fashion. O projeto quer ser, cada vez mais, um trampolim para novos talentos, de forma a renovar o panorama da moda nacional e a apoiar a integração de novos designers na cadeia de produção e distribuição. A dinamização de concursos dirigidos aos talentos emergentes teve início em 2004 e já foi responsável pelo lançamento no mercado de nomes como Carla Pontes e Diogo Miranda e, mais recentemente, Sara Maia, Olimpia Davide, Beatriz Bettencourt, David Catalán e Inês Torcato.
O Next Step (um projeto da responsabilidade da ANJE) e o Portugal Fashion (um projeto da responsabilidade da ANJE, desenvolvido em parceria com a ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal) são financiados pelo Portugal 2020, no âmbito do Compete 2020 - Programa Operacional da Competitividade e Internacionalização, com fundos provenientes da União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.