FacebookTwitterInstagramVimeoPinterest
Portugal Fashion regressa à Alfândega do Porto com mais de 30 desfiles em três dias
Portugal Fashion regressa à Alfândega do Porto com mais de 30 desfiles em três dias
De 18 a 20 de outubro, o Portugal Fashion regressa ao seu local de eleição, o Edifício da Alfândega do Porto, onde se vão realizar praticamente todos os desfiles desta 43.ª edição do evento. Após o desfile de Alexandra Moura na ModaLisboa, o Portugal Fashion volta ao Porto para realizar 35 desfiles e duas apresentações, repartidos pela passerelle principal, pelo espaço Bloom (jovens criadores) e pelas instalações do grupo Cães de Pedra (Lion of Porches e Decenio). Nove marcas de vestuário, oito marcas de calçado e acessórios, 17 criadores individuais e duas duplas criativas vão revelar as suas coleções primavera/verão 2019, a que se juntam ainda os coordenados de sete jovens designers e cinco escolas de moda.

O desfile de Alexandra Moura powered by Portugal Fashion integra o line-up da ModaLisboa e está marcado para o dia 13 de outubro, no Pavilhão Carlos Lopes. O Portugal Fashion regressa, depois, à Alfândega do Porto para apresentar as propostas para a próxima estação quente, numa edição marcada pela aposta em novas dinâmicas de circulação e utilização de espaços. O evento reúne, como habitualmente, alguns dos maiores criadores e marcas nacionais, como Alves/Gonçalves, Carlos Gil, Diogo Miranda, Estelita Mendonça, Hugo Costa, Lion of Porches, Luís Buchinho, Luís Onofre, Miguel Vieira, Katty Xiomara, Nuno Baltazar, Susana Bettencourt, Storytailors, entre outros. As principais novidades desta edição são as estreias de Marques’Almeida e Sophia Kah, duas marcas made in Portugal lançadas a partir de Londres, que têm causado sensação no circuito da moda internacional e que contam, entre os seus clientes, com estrelas do showbiz mundial.

A linha de roupa e acessórios femininos Marques'Almeida foi criada, em 2009, em Londres, por Marta Marques e Paulo Almeida, antigos alunos da escola de moda CITEX, no Porto. Com atelier na capital inglesa, a marca participa, desde 2010, na London Fashion Week e, em setembro último, integrou pela primeira vez o calendário oficial da Paris Fashion Week, com o apoio do Portugal Fashion. A marca Marques'Almeida caracteriza-se pela irreverência e informalidade, sendo comercializada em cerca de 100 pontos de venda no mundo e marcando presença em plataformas e-commerce de referência, como a Net a Porter, a Yoox, a Farfetch, a MatchesFashion ou a Selfridges.

É também em Londres que a designer Ana Teixeira de Sousa desenha os luxuosos vestidos de noite da marca Sophia Kah, que começam a ter reconhecimento no mercado internacional e a acolher a preferência de celebridades como Beyoncé e Florence Welch. Oriunda de uma família com tradição no setor têxtil, na zona de Felgueiras, Ana Teixeira de Sousa cresceu no bulício da fábrica dos pais, brincando com tecidos e inventando as suas primeiras roupas. Em 2010 criou a marca Sophia Kah, integralmente produzida em Portugal e com pontos de venda em armazéns tão prestigiados como o Harrods e o Barneys NY e conhece uma significativa procura em países do Médio Oriente e na Rússia.
De salientar ainda a apresentação de Cristina Ferreira, que vai revelar a nova coleção da sua marca de calçado CF CRISTINA. É de assinalar também o regresso às passerelles e ao Portugal Fashion de Maria Gambina, que participou na 1.ª edição do evento em 1995 e figurou, durante muitos anos, nos programas de desfiles.
Duas subidas do Bloom para a passerelle principal e ligação à indústria reforçada

No line-up da 43ª edição destaque também para os sempre inovadores e irreverentes desfiles dos jovens designers do projeto Bloom. A plataforma do Portugal Fashion destinada à divulgação do trabalho de criadores ainda em fase de arranque nas suas carreiras vê subir Nycole e Sara Maia, dois dos jovens talentos em evidência nas últimas edições nacionais do evento, à passerelle principal. Entre os sete jovens designers previstos na plataforma Bloom contam-se os dois finalistas do Concurso Novos Criadores PFN, Luís Sandão (ESAD) e João Sousa (Escola de Moda do Porto), as vencedoras do Concurso Bloom, Mara Flora e Maria Meira, e ainda Rita Sá, que se estreia no Bloom depois de ter sido nomeada finalista do concurso REBELPIN, organizado pela ACTE – European Textile Collectivities Association.

A ligação à indústria, um dos pilares estratégicos do Portugal Fashion, é também fortalecida nesta edição com a organização dos dois únicos desfiles off location pelas marcas Lion of Porches e Decenio, ambas pertencentes ao grupo Cães de Pedra. A passerelle será, neste caso, montada nas novas instalações do grupo, em Mindelo, Vila do Conde. É ainda uma oportunidade para conhecer uma estrutura fabril modelar, onde, em cerca de 30.000 m2 de área coberta, trabalham 150 pessoas (administração, estilismo, marketing, online, etc.) e funcionam a cadeia produtiva, os showrooms, a plataforma logística e ainda o laboratório de qualidade do grupo.

Como habitualmente, a passerelle Bloom exibe também as criações de estudantes de escolas de moda. Desta feita, há cinco instituições representadas: a Escola de Moda do Porto, a ESAD – Escola Superior de Artes e Design de Matosinhos, a MODATEX (Porto), a CENATEX (Guimarães) e a Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco.
Showroom Brand Up
À semelhança de edições transatas, a Alfândega do Porto vai acolher o showroom Brand Up, que se realiza em paralelo e de forma complementar aos desfiles do 43.º Portugal Fashion. Nesta edição do certame, vão estar expostas coleções de marcas e criadores de vestuário, calçado, joalharia, ourivesaria, acessórios e lifestyle. Neste núcleo incluem-se também as insígnias IMAUVE, Duarte e Patrick de Pádua powered by ModaLisboa. Trata-se de uma participação que vem na sequência do recente protocolo de cooperação firmado entre o Portugal Fashion e a ModaLisboa, que prevê a partilha e o intercâmbio de recursos entre os dois eventos.

O Portugal Fashion é um projeto da responsabilidade da ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários, desenvolvido em parceria com a ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal. O evento é financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Compete 2020 – Programa Operacional da Competitividade e Internacionalização, com fundos provenientes da União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.