FacebookTwitterInstagramVimeoPinterest
Portugal Fashion regressa às quatro capitais da moda
Portugal Fashion regressa às quatro capitais da moda

No arranque da nova temporada, o roteiro internacional de desfiles do Portugal Fashion ganhou um novo reforço. O projeto de moda luso marcou a sua estreia no calendário da Semana de Moda Masculina de Milão, com o criador Miguel Vieira. O desfile realizou-se no hub criativo Base Milano, a dia 15 de janeiro. Esta foi também a primeira vez que o designer participou na Milano Moda Uomo, com a apresentação de um desfile exclusivo para o segmento masculino. Seguindo a tendência mundial das principais semanas de moda do mundo, que apostam na autonomização do calendário de apresentações masculinas, o roteiro do Portugal Fashion prosseguiu até à capital francesa. Na Paris Fashion Week Menswear, o projeto de moda nacional apresentou, pela segunda vez consecutiva, as propostas do jovem designer Hugo Costa, a 22 de janeiro. Após a consolidação neste segmento, o périplo internacional conhece mais cinco paragens, que incluem Roma, Nova Iorque, Londres, e ainda novas visitas à capital transalpina e à cidade luz.

Para o diretor de comunicação do Portugal Fashion, Rafael Alves Rocha, "o roteiro internacional para o primeiro semestre de 2017 é representativo da maturidade que o Portugal Fashion alcançou. Cumpridos 21 anos de existência, o projeto de moda nacional cresceu, amadureceu, e encontra-se agora numa fase de inegável consolidação externa”. Uma afirmação internacional que se pontificou a diferentes níveis, "através da promoção da imagem de designers e marcas portuguesas nas principais capitais de moda do mundo e, nesse âmbito, destaco o regresso do Portugal Fashion à New York Fashion Week, que se concretizou em setembro de 2016, após 15 anos de interregno. E, mais recentemente, com entrada regular nos calendários das semanas de moda masculinas, justificado pelos excelentes resultados que os criadores e marcas que o projeto apoia têm granjeado no segmento menswear”. Na realidade, de acordo com o mesmo responsável, "esta aposta evidencia uma estratégia de internacionalização focada em acompanhar as grandes tendências mundiais do setor, abrindo desta forma novos horizontes e oportunidades para a moda portuguesa”, conclui.

Uma mão cheia de fashion stops depois das semanas masculinas

Precisamente sete dias após o arranque da nova temporada internacional, o Portugal Fashion deslocou-se à capital mundial da moda, para a segunda participação consecutiva no calendário da Paris Fashion Week Menswear, depois da estreia neste certame em junho de 2016. As criações de Hugo Costa para o próximo outono-inverno foram reveladas na passerelle do Gymnase Trévise, a 22 de janeiro.

Concluídas as incursões pelas semanas de moda masculinas, o Portugal Fashion cumpre o roteiro internacional do primeiro semestre de 2017 com mais uma mão cheia de fashion stops. A 27 de janeiro, regressou a Itália para uma nova participação na Altaroma, apoiando os desfiles da marca Pé de Chumbo, e dos designers Susana Bettencourt e Estelita Mendonça. Partindo para nova viagem, desta feita transatlântica, o projeto de moda nacional desloca-se, pela segunda vez consecutiva, até à New York Fashion Week, com os criadores Katty Xiomara e Miguel Vieira, dias 13 e 14 de fevereiro, respetivamente. De regresso à Europa, será a vez de apresentar a coleção outono/inverno 2017-18 de Alexandra Moura, no enquadramento da London Fashion Week, a 20 de fevereiro.

Depois de Londres, promove-se a terceira ação deste roteiro em solo italiano, com a apresentação das coleções para a próxima estação fria de Carlos Gil e Pedro Pedro na Milano Moda Donna, a 26 de fevereiro. O itinerário internacional do primeiro semestre de 2017 encerra com nova visita à cidade luz, no âmbito da Paris Fashion Week, certame onde serão reveladas as propostas outono/inverno 17-18 do criador Luís Buchinho, no dia 1 de março.

O Portugal Fashion 2015-2017 - um projeto da responsabilidade da ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários, desenvolvido em parceria com a ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal – é financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Compete 2020 - Programa Operacional da Competitividade e Internacionalização, com fundos provenientes da União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.