FacebookInstagramVimeo
PORTUGAL FASHION SESSIONS  FAMALICÃO CIDADE TÊXTIL NO RADAR  DO ECOSSISTEMA DA MODA
PORTUGAL FASHION SESSIONS FAMALICÃO CIDADE TÊXTIL NO RADAR DO ECOSSISTEMA DA MODA
Portugal Fashion Sessions – Famalicão Cidade Têxtil deu nome à primeira iniciativa do novo projeto do Portugal Fashion. Nos dias 9 e 10 de julho, a cidade de Famalicão foi palco do roteiro nacional e internacional que pretende valorizar o talento português, e o futuro da moda nacional, com sinergias locais e promoção das heranças culturais. Para além de desfiles de moda, temas como o ecodesign, a sustentabilidade no universo da moda e a criatividade, destacaram-se na iniciativa co-organizada em conjunto com a Câmara Municipal de Famalicão.


DESFILES, APRESENTAÇÕES, CONCURSO, BRAND-UP MARKET, TALKS E MUITO MAIS

Com lugar no CITEVE, o primeiro dia foi dedicado às Ecodesign - Emotion Talks, que contou com um nome de peso no ecossistema mundial em matéria de moda sustentável, a italiana Giusy Bettoni, fundadora e CEO do ecohub C.L.A.S.S (Creativity Lifestyle and Sustainable Synergy), a cargo de quem ficou, durante a manhã, a masterclass de inscrição limitada "What’s sustainable fashion?”. Partindo do conceito quadridimensional da moda sustentável, a expert internacional abordou a integração do design e inovação com sustentabilidade, mas também da capacidade que a moda sustentável deverá ter para compartilhar esses valores com uma nova geração de consumidores. 

À tarde, das 14h30 às 15h, Giusy Bettoni orientou a palestra "Post-Pandemic fashion? Let’s not waste this crisis!”, seguida pelos painéis de discussão "Sustentabilidade: um conceito banal?” (15h-16h), onde estiveram reunidos os oradores do CITEVE, Carla Silva, José Morgado, João Oliveira e Ana Tavares, e "O Poder dos Criativos” (16h15-17h15), com a presença dos designers Gonçalo Peixoto e Inês Torcato, bem como de Ana Coelho (Sonae Fashion) e Paulo Gomes (Manifesto Moda). 

O primeiro painel foi moderado por Raúl Fangueiro (Fibrenamics) e o segundo por Ana Tavares (CITEVE). De referir que, neste dia, as sessões de abertura e encerramento ficaram a cargo do Diretor do CITEVE, Braz Costa.

No segundo dia de evento, o Mercado Municipal recebeu o Brand Up Market durante todo o dia. Estiveram reunidas 15 marcas locais ligadas à moda, entre as quais Âme Moi, Westmister, Tanned Beachwear, Linho Puro, Bôl´Ter Intimate ou Tuisca.

No Mercado Municipal, a parte da tarde foi dedicada aos desfiles e apresentações com a participação do showcase iTechStyle GREEN CIRCLE by CITEVE, às 18h, seguindo-se o desfile de Huarte, às 19h. O jovem designer, da plataforma Bloom, apresentou pela primeira vez em desfile os 10 looks que fazem parte da coleção "The Lighthouse", que apresentou em março deste ano e que serve como ponto de partida para a cápsula Huarte by Salsa, que chegará às lojas da marca portuguesa este outono. Esta colaboração especial entre a marca de Famalicão e o designer da plataforma Bloom foi resultado do prémio atribuído ao jovem designer, em outubro de 2020, no âmbito do Concurso Bloom Powered by Sonae Fashion.

Pelas 21h, os cinco jovens designers finalistas do concurso Ecodesign Bloom Portugal Fashion by Famalicão Cidade Têxtil apresentaram os dois coordenados produzidos a partir de materiais sustentáveis, proporcionados por parceiros industriais locais. A competição foi organizada em conjunto com a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão e em estreita parceria com o CITEVE e teve como prémio final a participação na próxima edição do Bloom, já em outubro próximo, além de um incentivo pecuniário de 1.500 euros. Um dos propósitos desta iniciativa foi valorizar a criação nacional através das práticas do ecodesign, à luz da inovação de materiais, processos, produtos e formas de comunicação.

O dia encerrou com o desfile da designer Maria Gambina, às 22h. A designer que em março, durante a edição digital do Portugal Fashion, antecipou o próximo inverno com um fashion film conceptual, apresentou, pela primeira vez, em formato de desfile físico, as suas propostas para o inverno 21/ 22. 

Paralelamente, e nos dias do evento, o Portugal Fashion esteve também presente nas lojas locais, com um selo Portugal Fashion Sessions - Famalicão Cidade Têxtil colocado nas montras, de forma a criar sinergias com a cidade. Nos dias 9 e 10 de julho, Montras Pop-Up by Hugo Costa foi a ação que levou um set design especial a 10 montras de comércio local.


FAMALICÃO COM SOLUÇÕES DE "A” A "Z”

Para a diretora do Portugal Fashion, Mónica Neto, a iniciativa serviu para que "Famalicão - Cidade Têxtil seja dada a conhecer como o epicentro de uma região que acolhe uma fileira completa. Um cluster que é já considerado o maior da Europa. Um raio de 60 km de soluções de A a Z dentro da cadeia de produção”.

"Em Famalicão, propõe-se uma colaboração de longo prazo, alicerçada numa cooperação estratégica e próxima. O envolvimento com as Associações, players setoriais e designers, marcas e indústria locais será também articulado em conjunto, de forma a garantir envolvimento e impacto”, explica, acrescentando que "o conceito Portugal Fashion Sessions assenta numa estratégia estruturada de valorização local, sem descurar o prestígio e posicionamento da marca Portugal Fashion. Todos os eventos se pautam pela qualidade de produção, curadoria conceptual e criativa, e força de comunicação.”